Torcida

Qual a relação das torcidas com suas respectivas equipes?

A resposta parece simples: Se o time joga bem, a torcida aplaude. Se o time joga mal, a torcida vaia.

Acho até que não é o time que leva a torcida e sim a torcida que leva o time. Às vezes o jogo está morno, sem graça…. e basta a torcida se animar, começar a incentivar para os jogadores ficarem mais espertos, correrem mais, se dedicarem e incendiar a partida.

Quer coisa mais chata que uma partida de futebol sem torcida?

E no extracampo, a torcida ajuda ou atrapalha?

O São Paulo adota sabiamente a política de não permitir torcedores em seu CCT. O jogador tem que ter tranquilidade para trabalhar e se a torcida quiser exigir alguma coisa, que a faça no estádio.

Eu estava presente em um jogo no Pacaembú no ano de 2004. Tínhamos acabado de perder a semifinal da Libertadores para o Once Caldas e os jogadores mais criticados eram Rogério Ceni e Luis Fabiano. Parte da torcida inclusive foi ao estádio vestida de amarelo para protestar, dizendo que o time era “amarelão”. Por ironia do destino, naquela partida Luis Fabiano perdeu um pênalti e Rogério Ceni falhou em um lance de gol, decretando nossa derrota por 2 x 1. Essa foi a penúltima vez que vi a torcida fazer um protesto mais veemente com o time.

À partir dali começamos a nos reerguer. O técnico Leão foi contratado e deu uma nova cara ao time. De amarelões passamos a cascudos. Se a técnica não adiantava, conseguíamos nossos êxitos através da raça, da vontade e da determinação. Leão saiu (para ajudar um amigo lá no Japão que até hoje ninguém sabe quem é) mas a equipe manteve a “pegada” de time brigador. A torcida ficou muito empolgada com a nova atitude da equipe em campo.

A diretoria inteligentemente começou a contratar com mais critério e o time virou um verdadeiro rolo compressor. De lá pra cá ganhamos Libertadores, Mundial, três Campeonatos Brasileiros e os títulos que não ganhamos, pelo menos chegamos nas fases finais.

Nunca ví faixas de cabeça pra baixo, bagunça em frente ao CCT, perseguição a algum jogador e muito menos torcedor acorrentado no portão do clube, seja por uma má campanha ou por um rebaixamento. E esse problemas de 2ª divisão nós não temos!

A torcida é o termômetro do time. Sabíamos que algo estava errado na Libertadores do ano passado. Muricy apesar de desgastado com parte da diretoria ainda gozava de prestígio com a torcida, que nunca deixou de apoiá-lo. Mas quando perdemos para o Cruzeiro, a paciência da torcida chegou ao limite e depois de quatro anos, a cobrança veio novamente das arquibancadas sob os gritos de “vergonha, vergonha, time sem vergonha”. E esta foi a última vez que ví a torcida pegar no pé do time. Ainda de forma leve, mas foi um protesto porque todos sabiam que alguma coisa precisava mudar. E Muricy caiu!

Pois bem….quatros sem cobranças exageradas ate que é bastante tempo. E isso é reflexo do bom trabalho que vem sendo feito no Morumbi. Há sete anos que nos classificamos para a Libertadores. Por pouco não ganhamos o inédito e espetacular quarto titulo consecutivo, mesmo com todos os problemas que ocorreram na temporada passada. Estamos finalmente conseguindo repatriar antigos ídolos como Marcelinho, Alex Silva e Cicinho.

Com comprometimento, muito trabalho sério e principalmente muito apoio vindo das arquibancadas, espero que essa fase de protestos demore muitos e muitos anos para acontecer.

Imagem: Jovempan/blogs

Tags:

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: